Hidrografia

 

Os principais afluentes do rio Paraíba do Sul pela margem esquerda são:

• Rio Jaguari: nasce no Estado de São Paulo, atravessa os municípios de Igaratá, Jacareí e São José dos Campos, possui uma área de drenagem com cerca de 1757 km²; seu principal afluente é o rio do Peixe, é represado próximo à sua foz pela barragem da Usina de Jaguari em São José dos Campos;

• Rio Paraibuna: nasce no município de Antônio Carlos (MG), possui 170 km de extensão; seus principais afluentes são os rios: do Peixe, Cágado e Preto, desaguando no rio Paraíba do Sul, próximo à cidade de Três Rios (RJ). A sub-bacia do rio Paraibuna possui uma área de drenagem de 8.558 km² (ou 15,4% da área de drenagem total da bacia do rio Paraíba do Sul). Dentre os municípios que banha, destaca-se Juiz de Fora, importante polo industrial de Minas Gerais;

• Rio Pomba: tem 265 km de extensão e seus principais contribuintes são os rios Novo, Piau, Xopotó, Formoso e Pardo. Apresenta uma área de drenagem de 8.616 km² (ou 15,5% da área de drenagem total da bacia do rio Paraíba do Sul), abrangendo 38 municípios, sendo 35 (ou 92,1%) mineiros e 3 (ou 7,9%) fluminenses. Os municípios de maior importância são Cataguases, Leopoldina, Santos Dumont, São João Nepomuceno, Ubá e Visconde do Rio Branco, em Minas Gerais, e Santo Antônio de Pádua e Miracema, no Rio de Janeiro;

• Rio Muriaé: é formado pela confluência dos rios Bom Sucesso e Samambaia, possui 300 km de extensão e seus principais afluentes são os rios Santo Antônio e Carangola. No Rio de Janeiro, de Italva até a sua foz, se desenvolve em região plana, constituindo planície de inundação nas grandes cheias. Com uma área de drenagem de 8.162 km² (ou 14,7% da área de drenagem total da bacia do rio Paraíba do Sul), abrange 26 municípios, sendo 19 (ou 73,1%) mineiros e 7 (ou 26,9%) fluminenses. Os municípios mais representativos são: Muriaé (MG), Carangola (MG) e Itaperuna (RJ).

Os principais afluentes o rio Paraíba do Sul na margem direita são:

• Rio Piraí: desenvolve-se no Estado do Rio de Janeiro; é um rio cujas características hidráulicas e sedimentológicas encontram-se bastante modificadas, uma vez que possui dois barramentos, Tocos e Santana, em seu próprio curso, e um barramento no rio Vigário, afluente pela margem direita;

• Rio Piabanha: sua bacia tem área de drenagem de 2.065 km², abrangendo 4 municípios fluminenses – Areal, Petrópolis, Teresópolis e São José do Vale do Rio Preto. O rio Piabanha, com 80 km de extensão, tem como principal afluente o rio Paquequer, com curso de 75 km;

• Rio Dois Rios: é formado pelo encontro das águas dos rios Negro e Grande, cujas bacias de drenagem fazem parte da Região Serrana, percorrendo, desse ponto até a sua foz no Paraíba do Sul, o percurso de aproximadamente 300 km. Sua bacia hidrográfica tem uma área de drenagem de 3.200 km2, que abrange cerca de 9 municípios fluminenses - Nova Friburgo, Cantagalo, Cordeiro, Duas Barras, Macuco, Bom Jardim, São Sebastião do Alto, Santa Maria Madalena e Trajano de Morais

A Figura a seguir apresenta a hidrografia da bacia do rio Paraíba do Sul.



Agência Nacional de Águas - ANA
Setor Policial, área 5, Quadra 3, Blocos "B","L","M" e "T".
Brasília-DF CEP: 70610-200 PABX: (61) 2109-5400 / (61) 2109-5252